Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

30
Nov 10

Foto da Canção Nova

 

 

 

Estamos no Advento, tempo de preparação para o Natal. É, pois, altura de os netos se prepararem para a festa de Natal, começando a decorar os versinhos para este ano.

 

 

                                                                     

João

 

Noite de Natal

     Noite de tanta luz

  De paz e alegria

     Pois nasceu Jesus.

 

Maria

 

Na Noite de Natal

   Vamos Jesus adorar

 A noite da família

     Vamos todos celebrar

 

Ambos

 

   Na Noite de Natal

Há amor pra dar

           Há mousse de chocolate

              Muitas coisas para brincar.

 

 

Natal 2010 - Adriana

 

Sempre que há Natal

Há comoção no olhar

Alegria no rosto

Vontade de perdoar.

Há calma, tranquilidade

Algo para dar

Coração na mão

Mão estendida à fraternidade.

Há recordações

Sonhos e esperanças

E risos de crianças.

Há adultos, idosos

Carregados de lembranças

Do pai, da mãe, da aldeia sem luz

Do Natal à lareira

Da luz da candeia

Do lume a crepitar,

Da laranja e do carrinho,

Do sino a repicar.

É a missa do galo.

Já nasceu Jesus.

Ouvem-se cânticos de alegria

Saudando Jesus e Maria.

No presépio, acende-se a luz

E, no adro, lentamente,

Arde o madeiro

Que ilumina a noite fria

E aquece o coração da gente

Que foi adorar Jesus.

 

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 20:30

29
Nov 10

 

 

O tempo está frio

O dia cinzento

A neve já se anuncia

No firmamento.

E, tempo assim, é sinal

De que Dezembro está a chegar.

As folhas caídas, outonais,

São varridas e arrastadas

Por agreste ventania.

Na praça, os operários

Montam as luzes de Natal.

Nas ruas, as pessoas

Andam pressurosas, atarefadas,

Vendo montras iluminadas.

Comparam preços,

Entram aqui e ali também

À procura do que melhor lhes convém.

O tempo continua frio.

A neve já caiu,

E no ar e no olhar,

Já se pressente

O espírito de Natal.

 

 

publicado por aosabordapena às 17:19

15
Nov 10

 

 

Era Domingo.

A manhã, já ia alta,

Quando partiste.

Trocaste a dor

E o sofrimento,

Pela paz sem fim.

Partiste ontem,

E já temos saudade

Do teu sorriso aberto,

Do teu olhar de criança,

À procura do mundo

Num sonho de esperança.

Partiste.

Doridos, nos deixaste,

E, em lágrimas, banhados,

Te dissemos adeus.

Os anjos no Céu te acolheram

E, emocionados, com alegria,

Ao Pai te levaram,

Em grande cortejo

E suave sinfonia.

Anjo da guarda, da nossa guarda,

Em nosso coração viverás.

A nossa lembrança,

Oração e amizade,

Sempre terás,

Até que, um dia,

O rio desta vida

Desagúe na Eternidade

 

publicado por aosabordapena às 19:12

02
Nov 10

 

 

Dia de romagem aos cemitérios. Dia de saudade e de oração por todos aqueles que, em purificação, se encontram a aguardar a entrada definitiva na Casa do Pai.

A Comemoração dos Fiéis Defuntos não é uma celebração da morte, nem uma mórbida recordação dos nossos entes queridos. É sobretudo a celebração da vida para além da morte na qual acreditamos. A celebração da esperança de que um dia, “nos últimos tempos”, todos nós, havemos de ressuscitar. É uma profissão de Fé em Cristo Vivo e Ressuscitado.

Foi o Abade de Cluny, S. Odilão, quem, no ano 998, determinou que em todos os mosteiros da sua Ordem se fizesse a comemoração de todos os defuntos «desde o princípio até ao fim do mundo», no dia a seguir ao da Solenidade de Todos os Santos.

Em 1915, em plena guerra mundial, o Papa Bento XV estendeu, a toda a Igreja, esta prática que já havia sido oficializada, por Roma, no século XIV.

Como é usual, a celebração dos Fiéis Defuntos que teve lugar no Cemitério Velho da cidade de Bragança, pelas 15 horas e 30, foi presidida pelo nosso Pároco, tendo-se registado a presença de um elevado número de fiéis, que, em comunidade, quiseram, sentidamente, pedir ao “Senhor da vida e da morte” que apresse a entrada, no Seu reino de Bem-aventurança, de todos aqueles que, marcados pelo Baptismo, sempre acreditaram na vida eterna.

Lembremo-nos, pois, dos nossos familiares que já partiram, não como mortos, mas sim como santos e vivos em Cristo.

publicado por aosabordapena às 18:58

Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar