Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

16
Mar 02

 

 

Acabo de ouvir as notícias da noite. A guerra continua no Médio Oriente. A fome grassa no Afeganistão. O frio gela a Europa e faz vítimas mortais.

No meu ouvido, ecoam, longínquos, mas audíveis, gritos de dor e de raiva, gemidos sofridos, choros lancinantes.

É um silêncio perturbador.

A insensibilidade ou inoperância dos homens é confrangedora. A sua impotência face às forças da Natureza é total.

Neste mar de sofrimento, vejo irmãos nossos erguendo os olhos ao céu à espera dum milagre, outros perscrutam o horizonte à espera do auxílio que tarda, outros choram amargamente os entes desaparecidos.

Os seus rostos transfiguram-se, e no meu silêncio, entrevejo o rosto do Senhor. Rosto desfigurado pela noite de vigília e de oração no Monte das Oliveiras. Noite de insónia, agravada pela ausência e fuga dos amigos.

Rosto desfigurado pelos açoites e pelos espinhos cravados no seu Santo Corpo.

Rosto desfigurado pela prepotência do poder instalado, pela traição de Judas e a negação de Pedro.

Apesar de tudo, Senhor, consigo ainda vislumbrar no canto dos olhos desses irmãos, uma réstia de esperança que uma lágrima furtiva, teima em enevoar.

No silêncio … eu continuo a escutar e, como Santo Agostinho, continuo a pedir-Te:

“Dá-me força de perguntar por Ti,

Pois Te deixaste encontrar

E me infundiste esperança

De sempre mais Te encontrar”.

 

 

publicado por aosabordapena às 16:42

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Março 2002
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar