Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

01
Jul 09

 

São Pedro do Estoril. Hoje fui á praia com a minha neta Adriana. O dia estava sombrio e a chuva ameaçava. Porém, por volta das 10h, o tempo tornou-se mais ameno o que facilitou umas horas de repouso, porque tomar banho era impossível já que as ondas estavam alterosas. A bandeira vermelha assim o assinalava.

Este facto permitiu uma observação mais atenta  do que se passou nesta manhã enevoada. Apesar de tudo, o areal era um mar de gente. Crianças com os seus bonés garridos tornavam o ambiente agradável. As suas brincadeiras, os seus risos, os seus choros, as suas trapalhices eram motivo de observação. Havia, entre outras, crianças da Escola 31 de Janeiro da Parede; da creche e infantário "A Curiosidade" de Idanha-a-Velha(sugestivo nome o desta instituição),  da Colónia de férias do "Século". Uns brincavam á bola, outros lutavam contra o mar evitando que a àgua destruisse as suas pirâmides e fortalezas de areia reforçando-as com montes de areia.

Abrigadas junto a um muro, um grupo de idosas cantava alegremente melodias dos seus tempos de jovens.É o relembrar da meninice, a derrota da solidão, a afirmação de que ainda existem.

Ao longo da praia deambulavam elementos da Assoçiação "Criar afectos" ostentando as suas camisolas alaranjadas contendo além da sua identificação,o slogan "Eu fui à praia".

Criar afectos, uma necessidade urgente dos dias que correm. Contra ventos e marés é imperioso criar afectos que amenizem as relações pessoais e as relações colectivas.

Foi uma manhã diferente que passei com a minha neta. Amanhã há mais.

publicado por aosabordapena às 18:42

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar