Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

01
Jul 07

 

 

Existe na Igreja Católica o costume de mandar celebrar as Missas Gregorianas. São 30 Missas celebradas durante 30 dias consecutivos, sem interrupção, por alma de uma pessoa falecida.

Como começou esse costume?

O primeiro exemplo de tal uso é referido nos Diálogos de S. Gregório Magno (540-604). Daí o nome: Missa Gregoriana.

S. Gregório antes de ser eleito Papa no ano 590, era monge beneditino. Certa ocasião, um monge do seu mosteiro, chamado Justo, adoeceu gravemente. Sentindo a morte aproximar-se, ele revelou aos irmãos que tinha três moedas de ouro escondidas entre os seus pertences. Grave violação do voto de pobreza!

O dito monge morreu. Enterraram-no em sepultura à parte com as suas moedas, citando esta frase da Bíblia: «Vá contigo o teu dinheiro para a perdição» (Act 8, 20)

Em seguida, Gregório mandou celebrar a Santa Missa durante “30 dias consecutivos – sem omitir um só dia”, pelo defunto. E que aconteceu?

No 30º. Dia, o defunto apareceu ao Irmão Copioso, dizendo: “Até hoje sofri, mas agora estou bem” …

Este costume de celebrar as trinta missas seguidas, Missas Gregorianas, difundiu-se na Igreja até aos nossos dias.

 

publicado por aosabordapena às 16:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar