Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

04
Set 08

 

 

A liturgia da Igreja celebra, nos dias 14 e 15 do corrente mês de Setembro, respectivamente, a Exaltação da Santa Cruz e Nossa Senhora das Dores.

Pela Cruz, Jesus mostrou ao mundo a grandeza do seu amor. Ele que era Deus, quis assumir o peso da iniquidade humana, e, sujeitando-se à morte, resgatou-nos do pecado, abrindo caminho à salvação de todos os homens, inclusivamente daqueles que O perseguiram, acusaram e condenaram à morte.

Jesus, Deus feito homem na sua plenitude, sofre dores inauditas – dores corporais causadas pelas vergastadas, pelos espinhos, pelo peso do madeiro que foi obrigado a transportar. Sofre atrozmente, quando os cravos lhe trespassam as mãos e os pés, quando a lança do ódio lhe perfura o peito.

Acresce a este sofrimento carnal, um sofrimento psicológico, motivado pela indiferença dos homens, pelo desertar dos discípulos, pela dor incontida e a impotência dos amigos e, em especial, de Sua Santa Mãe, a Senhora das Dores.

A dor suportada, a morte na Cruz, as lágrimas da Mãe, não podem ser, não são, a expressão do fracasso duma vida e das vidas que com ele se cruzaram, como humanamente seria lógico pensar.

Pelo contrário, são o meio e o caminho para a glorificação, para o cumprimento integral da vontade do Pai, para a plenitude.

Assim, tem todo o cabimento a Exaltação da Santa Cruz. Este é o sinal indelével que marca, desde a infância, a vida do cristão. Por ela, foi-nos conferido o penhor da salvação.

Redimida no lenho da Cruz, a humanidade vencerá as tormentas e as procelas que ela própria fomenta.

Pela Cruz, advém o arrependimento, o bálsamo da reconciliação, o alento na fragilidade, o refúgio na aflição, a bênção santificadora e, chegada a última hora, o passaporte, a esperança duma vida nova na nova Jerusalém do céu.

Alia a Igreja à celebração da Cruz, a festa de Nossa Senhora das Dores.

Maria, co-redentora do mundo com seu Filho Jesus, percorre, desde cedo, o caminho do sofrimento e da angústia.

Vemo-la em Nazaré, perplexa, quando o Anjo lhe anuncia ter sido escolhida para Mãe do Salvador. Enfrentando os comentários dos vizinhos que desconhecem o mistério da Encarnação, não hesita no sim à vontade do Altíssimo.

Sofre quando, não havendo na hospedaria lugar para ela, é obrigada a recolher a um estábulo, onde acontece o nascimento de Jesus.

Corre apressada para o Egipto, de coração inquieto, temendo pela vida de seu amado Filho.

Aflige-se quando O não encontra na caravana, de regresso a Nazaré.

Mais tarde no decorrer da vida pública do Messias, os seus dias e noites ensombram-se, só de pensar que algo de mal lhe poderá acontecer.

É assim o coração da Mãe. Ausente mas sempre presente.

Sentimos a sua ansiedade ao saber de Jesus preso, escarnecido, e a dor atroz quando recebe a notícia da sua condenação à morte.

Acompanhamo-La percorrendo o caminho íngreme e sinuoso da Via Dolorosa, sofrida e angustiada, seguindo os seus passos.

Coração pleno de dor, estremece quando O açoitam, O insultam e O vislumbra no meio da turba, pejado de suor e sangue.

Vemo-La, finalmente, junto à Cruz, assistindo ao desenrolar dos acontecimentos, aguardando, resignada o último suspiro de seu Filho.

Solidários com a sua dor, os discípulos e as santas mulheres choram. A sua dor e gritos lancinantes ainda hoje ressoam aos nossos ouvidos, fazendo-nos estremecer e arrepiar.

O caminho da Cruz foi o caminho dum vencedor. Sê-lo-á também do cristão se, imitando Jesus e a Senhora das Dores, trilhar o caminho da dor, do sofrimento, com resignação e por amor Daquele que ofereceu por nós a Sua própria vida.

Este caminho de redenção, será o cadinho onde a alma se há-de purificar dos pecados e infidelidades cometidos.

Vós, Senhor, que “nos dais a dor como preceito”, e que “feris para curar”, fazei-nos dóceis à Vossa vontade e dai-nos coragem para a suportar, por Vosso amor, por intercessão da Senhora das Dores.

publicado por aosabordapena às 21:57

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar