Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

01
Fev 02

 

 (Centro Pastoral Paulo VI)

 
Realizou-se em Fátima, de 25 a 27 de Janeiro de 2002, o 1º Congresso Nacional dos Cursilhos de Cristandade, subordinado ao tema “Um Movimento para o séc. XXI”.
Aos pés da Virgem, os cursistas reuniram-se para reflectir acerca do seu papel na Pastoral da Igreja, numa atitude de acção de graças e, para receber novas energias, com vista a enfrentar os desafios da nova missão evangelizadora da Igreja, neste início do 3º. Milénio.
Foi reafirmada a necessidade dos cursilhos e da sua acção, essencial para se evangelizarem os ambientes hostis, onde impera o indiferentismo, o secularismo e o ateísmo.
Com efeito, é urgente sacudir a indiferença religiosa, descobrir a condição de filhos de Deus e potenciar a capacidade do homem para descobrir e de se descobrir em Deus.
É urgente combater o ateísmo e o secularismo dos nossos dias. Há demasiada concentração no temporal, no terreno, no episódico, factores que tornam o horizonte da vivência humana, fechado, vazio, sem sentido.
Sem o Criador, a criatura não subsiste. Daí a relevância do papel dos cursistas direccionado no sentido de ajudar os outros a encontrar Cristo Vivo e vivificante. Esta é a grande descoberta. Não é utopia. É realidade.
Foi ainda referido ser de primordial importância que o fermento profético levede, se avolume e espalhe, que se faça, nalguns situações, o primeiro anúncio jubiloso de Jesus Vivo e Ressuscitado a todos os que vivem no “sótão da vida” ou que experimentam enjoo da vida da fé.
É tarefa ingente que os cursistas, pela acção e testemunho vivencial, não podem descurar.
Daí a urgência, em mergulhar na fé e de embarcar, por vontade própria, no Cristianismo, e de uma adesão mística, renovada, ao fundamental cristão – viver na graça de Deus.
O Evangelho é a receita sadia para os problemas reais da vida, o meio mais eficaz para passar dum mundo solitário para um mundo solidário.
Por isso os cursistas foram convidados a repensar o compromisso assumido.
Quantos continuam a trilhar o caminho iniciado no Cursilho? Quantos continuam fiéis à Palavra de Jesus?
Foi ainda realçado o valor inestimável das intendências e a necessidade do Movimento as reforçar e estimular. Quantas famílias e ambientes regenerados, graças à oração e ao sacrifício dos Cursistas?
É tempo de decisões. Jesus continua a surpreender, a interpelar e a comover o homem, no dizer do Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa que, citando João Paulo II, desafiou os cursistas “a fazerem-se ao largo”, pois o novo milénio espera por eles, para comunicar a Boa Nova de que Deus a todos nos ama.
Decididos a abandonar o comodismo, o conformismo, o pessimismo e a reafirmar a vontade num empenhamento evangelizador mais absorvente, os cursistas, cientes das suas fraquezas e limitações, entregaram os seus propósitos à Virgem e consagraram o Movimento a que pertencem, à Senhora de Fátima.
 
 
 
publicado por aosabordapena às 18:40

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2002
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar