Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

05
Jun 01

 

O Deus dos cristãos é um Deus Trino. É comunhão, é família divina, trinitária. São três pessoas, são três pétalas vivas do mesmo Amor-Perfeito. São três acções distintas: do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Ser cristão significa ser filho do Pai do Céu, irmão de Jesus, templo do Espírito.

Por isso a nossa oração deve ser orientada nesta dimensão trinitária, rezando a cada uma das pessoas divinas, e desenvolvendo uma relação diferente, afectiva e consciente com cada uma dessas pessoas diferentes, mas um só e mesmo Deus.

“Se alguém Me ama … viremos a ele e faremos nele morada”. (Jo 14, 23) É a promessa de Jesus, feita no plural, comprometendo toda a Trindade.

A Escritura já afirmara no livro do Génesis que tínhamos sido feitos à imagem das três pessoas divinas. O texto diz: “façamos o homem à Nossa imagem, à Nossa semelhança”. (Gén 1, 26) O plural indica duma maneira clara, que o ser humano foi criado à imagem da Santíssima Trindade.

Daí que, mesmo no plano humano, é n`Ela que se realiza a nossa personalidade, o desabrochar harmonioso da nossa vida espiritual.

Daí a necessidade de silêncio interior para escutar as pessoas divinas que nos habitam e penetram, que estão em nós, mais que nós próprios.

O homem deve rezar sobretudo com o coração.

Amar exige presença, comunhão e diálogo. Daí a importância de crescer na qualidade e no número de visitas ao Sacrário, quer corporal quer espiritualmente e de provocar durante o dia, pequenos encontros com as pessoas da Santíssima Trindade no santuário do nosso coração.

O Espírito que nos habita e do qual somos templo é o Mestre da oração. É Ele que santifica, cura e purifica interiormente. Faz-nos compreender o sentido da Palavra, entusiasma-nos a vivê-la e a pô-la em prática. É ajuda na desolação, ânimo e alento no fracasso.

O Filho feito homem é o modelo de oração. Ele é caminho para o Pai. Só Ele nos pode revelar o rosto de Deus que é amor, bondade e misericórdia.

Deus Pai, Deus Amigo, Deus da festa e do perdão é, deve ser cada vez mais, o fim último da nossa prece. Para Ele deve ser a nossa maior devoção, pois para lá nos encaminha o Espírito Santo e é esse o exemplo de Jesus.

 

 

 

publicado por aosabordapena às 19:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2001
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar