Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

09
Out 11

 

Olho o teu olhar

Em mim fixado,

Oriundo da fotografia,

Que da estante,

Me contempla dia a dia.

Olhos risonhos,

Rosto de amora,

Sorriso aberto,

Cacho de ternura,

Causa da minha alegria.

Cai a tarde.

E neste domingo outonal

O vento sopra,

Sopra com brandura,

Agitando suavemente

A roupa no estendal.

publicado por aosabordapena às 19:03

Que lindo, paizinho! Beijo grande
Cláudia a 10 de Outubro de 2011 às 16:02

Este poema é meu!
Adriana a 30 de Agosto de 2012 às 22:38

Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar