Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

15
Set 13

 

 

«Levanta-te, Senhor,

Responde da montanha santa»,

Pois há homens desanimados

E amedrontados.

Dá-lhes força, coragem e

Ânimo para a viagem.

Dá-lhes a bênção,

Sê a sua proteção.

Fá-los caminhar,

Não os deixes ociosos,

Parados,

Envoltos na solidão.

Fá-los sonhar

E acreditar

Que Vós, Senhor,

Sois a salvação.

 

 

publicado por aosabordapena às 04:13

16
Mai 13

 

 


Senhora,

Das tuas mãos,

Do teu olhar,

Brota o calor

Que nos aquece o coração.

É no teu colo de Mãe

Que as lágrimas,

As angústias e os medos,

Se dissipam

E encontram conforto.

É na tua bondade

Que nos refugiamos

E no desespero das aflições,

És ombro, és esteio

És farol, bóia de salvação,

Um mar de esperança

Onde mergulhamos

Sem receio.

Protege os teus filhos, Senhora,

Frutos nascidos

À sombra da Cruz,

E na última madrugada,

Que a tua mão protetora

Nos conduza a Jesus.

Dá-nos a bênção, Mãe,

Acaricia-nos com ternura

E faz-nos sempre trilhar

O caminho da Luz.

 

 

publicado por aosabordapena às 18:49

03
Fev 13

 

 

 

A lei do Senhor

É enlevo, é doçura

É luz iluminando

A noite escura.

A lei do Senhor

É fonte de verdade

Ao homem cumpridor

Traz felicidade.

O justo é árvore frondosa

À beira rio plantada

Sua fruta saborosa

Sua sombra cobiçada.

Não é palha, não é cana

Agitada pelo vento

O justo é fermento

É grão amadurecido

Esperando confiante

O dia do julgamento.

 


publicado por aosabordapena às 22:16

24
Jan 13

 

 

A Santa Igreja de Cristo

É mãe acolhedora,

De seus filhos desunidos

Eterna protectora.

Católicos, Anglicanos

São de Cristo, são cristãos.

Ortodoxos e Protestantes

Continuam sendo irmãos.

Une a ponte duas margens,

Une o amor os corações,

Há-de o diálogo ecuménico

Unir as religiões.

A unidade cristã,

Velho sonho permanente,

É tarefa minha e tua,

Tarefa de toda a gente.

 

 

publicado por aosabordapena às 12:12

17
Jan 13

 


 

Neste País de azul vestido
Prenhe de esperança
Há gente com raiva
Gente sem casa, sem pão
Procurando refúgio na solidão.
Há mãos que precisam
Do que sobra noutras mãos.
Há muitos desempregados
Gente sem tecto, sem guarida
Da vida desanimados
Vidas à margem da vida.
No meu País adiado
País de sonhos e ilusão
Há fome pela cidade
E esperança no coração.
A luta pela igualdade
Ao alcance da nossa mão.



publicado por aosabordapena às 22:29

25
Dez 12

 

 

 

É Natal

Tempo de magia

E de fantasia

De sonhos perdidos

Nas curvas da vida.

Mas é Natal.

A realidade é dura

Com fome e desemprego nos lares

Há rostos sombreados de amargura

Tristeza nos olhares

E muita desilusão.

Mas é Natal.

É tempo de precariedade

De vidas sofridas

Vidas suspensas

Interrompidas

E dificuldades imensas.

Mas é Natal,

Natal para sempre.

Apesar de tudo, é urgente

Fazer Natal. Dar a mão

A toda a gente

Com verdadeira alegria

E paz no coração.

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 21:55

07
Dez 12

 



Olá netos.Vamos preparar o Natal ?

 

 

João

 

Em Belém, á meia-noite,

Nasceu o Menino Jesus

Quando os anjos souberam

Cantaram com alegria

E chamaram os pastores

Para sua companhia.

 

Maria

 

Na sala com muita luz

Está o presépio iluminado

Onde está Jesus deitado.

E à volta da lareira

Está a família reunida

Em alegre cavaqueira.

 

Ambos

 

Quando formos grandes

Teremos sempre na lembrança

Os Natais celebrados

Na casa de Bragança

E sentiremos saudade

Destes tempos de criança.

publicado por aosabordapena às 16:53

26
Out 12

 

 

É tempo de outono

Tempo de simbolismo,

Nostalgia e solidão,

De folhas amarelecidas

Atapetando o chão.

É outono

De verde amarelo tecido.

É outono.

O da vida

É tempo de obscuridade

E ansiedade,

De longos silêncios

De temores

E dúvidas galopantes.

Resta a saudade

E o passo... sempre apressado

Rumo à Outra Cidade

 

 

publicado por aosabordapena às 13:27

20
Out 12

 

 

 

Chama-nos, Senhor,

Para trabalhar na Tua vinha.

Faz-nos deixar “o barco e a rede

E o pai Zebedeu”.

Faz-nos percorrer os caminhos da vida

Proclamando que o “Reino do Céu está perto”,

Sem exigir nada em troca,

Pois quem “recebe de graça

Dá de graça”.

Que o “ouro, a prata e o cobre”

Não nos tolde a visão

E endureça o coração.

Contrata-nos, Senhor.

“Não nos deixes ficar

Todo o dia sem trabalhar”,

Mas manda-nos “anunciar a Boa Nova

De aldeia em aldeia”.

Inclui-nos, Senhor,

Numa nova “Missão dos 72”

E envia-nos a dizer

Que Cristo, Pessoa viva

Mata a sede do coração.

Dá-nos coragem para enfrentar

Os “lobos” do mundo

Que espreitam no fim da vereda,

E, quando extenuados, faz-nos descansar

Em qualquer Sicar

Junto ao poço de Jacob,

E beber da “água viva”

Para “nunca mais ter sede.”

Dá-nos o entusiasmo da Samaritana

Para anunciarmos

Que “a beleza de Cristo

É um choque, uma colisão

Que captura o coração.

(Mt 4, 10, 20; Lc 9; Jo 4)

 

 

publicado por aosabordapena às 10:22

11
Out 12

 




Senhor, que nos chamaste
E pelo Batismo
Nos tornaste “filhos da Luz” (Ef.5,8)
Incendeia, neste Ano da Fé,
O coração dos homens atribulados
Que, esmagados
Pelas dúvidas e incertezas,
Vão, penosamente, percorrendo
Os caminhos da vida.
Há também Senhor
Homens perdidos
Na escuridão da Fé,
Que não Vos aceitam 
Como “referência existencial,
Problema ou inquietação”,
Refugiando-se na apatia
Ou “religiões de substituição”.
A uns e a outros ilumina
Com o dom da Fé,
“Garantia das coisas que se esperam
E certeza das que se não veem” (Heb 11, 1).
Pela fé, “dom gratuito de Deus”
Vemos a Tua mão criadora, Senhor.
Pela fé, ousamos experimentar o mistério
Do Teu infinito amor.
Pela fé, ganhamos força e coragem
Para enfrentar este tempo
De descrença
E indiferença.
Pela fé, vamos a Jesus e ao Pai
Conduzidos pelo Espírito renovador.
Impele-nos, Senhor, à prática da caridade
A ver no outro um irmão
Companheiro de estrada
Em busca da Salvação.
Á luz da Fé,
Faz-nos sentir certeza e segurança
Na travessia do mar encapelado
Em que navegamos.
E na hora da transição

Em que a “fé dá lugar à visão
Esperamos confiantes
Morar junto de Vós Senhor” (2 Cor 5,8).

 

publicado por aosabordapena às 18:29

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar