Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

10
Mai 12

 

 

 

 

Rostos sombrios

Deambulam pela cidade,

 Muitos mendigos,

De olhares vazios

São elos partidos

Da sociedade.

 Há desespero no olhar

E lágrimas ao anoitecer.

Há empregos perdidos

Vidas desfeitas,

Corações feridos

Vidas por acontecer.

Como Job sofredor

Perante a dificuldade, dizemos,

A nossa esperança está no Senhor.

«Ele restituirá ao homem a sua justiça»,

Livrá-lo-á da humilhação,

Repor-lhe-á a dignidade

«E aos governantes tirará a razão».

(Jb 12, 24; Jb 33,26)

 

 

publicado por aosabordapena às 23:10

03
Mai 12

 

   Foto Carmo Jovem

 

Deus silencioso,

O homem angustiado,

Desassossegado,

Clama por ti.

Porque rejeitas

O seu lamento?

Cercado por “malfeitores”

Espoliado dos seus direitos,

Sente-se abandonado,

Injustiçado,

Dos seus sonhos

Desalojado.

 

«Meu Deus, porque nos abandonaste?».

 

Deus de silêncio,

É no silêncio que morais.

Vinde

Atendei a queixa e o lamento

Do Vosso povo

Que “não tem sossego”

E vive em sofrimento.

 

«Porque não respondes?»

Onde estás, Senhor?

 

Creio que um dia farás justiça

E que «os pobres comerão

E serão saciados».

Diante de Vós,

Os “malfeitores  se prostrarão”

E serão julgados,

Pois Deus sempre ouviu

Quem socorro Lhe pediu.

(Salmo 22)

 

 

publicado por aosabordapena às 20:08

28
Abr 12

 Foto de William Hole

 

Caía a tarde.
O sonho de glória soçobrara.
Abalados pelos acontecimentos
Os discípulos
Regressam desanimados.
Tudo acabara.
A morte do “Profeta poderoso”
Havia acontecido.
Nada mais restara.
Era o fim da esperança,
O desvanecer da ilusão.
Rostos marcados pela tristeza,
Caminham vergados pela deceção,
E no coração amargurado
Há angústia e incerteza.
Um “forasteiro”
Companheiro de jornada
Incendeia-lhes o coração.
“Fica connosco, Senhor”,
Pois a noite acontece.
“Jesus entra, toma o pão,
Pronuncia a bênção”,
E os olhos vendados
Abrem-se à nova realidade:
É Jesus que resplandece.
A alegria voltou.
É urgente a missão.
“Realmente o Senhor ressuscitou
E apareceu a Simão”.
(Lc 24, 13-35)

publicado por aosabordapena às 18:26

20
Abr 12

 

 

 

 

Inebriados

Pela alegria da Ressurreição

«Os que abraçaram a fé

Tinham uma só alma, um só coração».

Era um tempo novo.

Um novo tempo,

Sem fome nem agrura

Com simpatia à mistura.

E, hoje, Senhor?

Nem felizes, nem deprimidos,

Carregamos, doridos,

O fardo da nossa mediania,

O “conforto” da nossa passividade,

Uma vida de melancolia.

Até quando, Senhor?

Neste tempo de precariedade,

De medo e incerteza,

Conforta-nos, Senhor,

A doçura da Vossa Misericórdia,

Caminho de felicidade,

Bálsamo para a ferida,

Raio de luz e de esperança

Na noite escura da vida.

«Uma só alma, um só coração».

Quem dera, meu irmão.

(Act 4, 32,33)

 

 

 

publicado por aosabordapena às 18:26

14
Abr 12

 

 

Ressuscitaste, Senhor,

No alvor da madrugada

E um esplendor sem par

Rasgou o tempo

E fez história.

Ressuscitaste, Senhor,

Para me dizer

Com linguagem vitoriosa

Eloquente e silenciosa

Que o sofrimento

Não é um fim,

Mas um meio de chegar

À Tua glória.

Ressuscitaste, Senhor,

Para me arrastar

Com o Teu exemplo

E encorajar no caminho

Íngreme e pedregoso da vida.

Ressuscitaste, Senhor,

E deste-me razões para viver.

Por isso, Senhor,

Não me deixes ficar inebriado,

E à beira do caminho, descansado.

Mas faz-me correr

E a todos dizer

Que Tu, Senhor, vives

Eternamente.

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 17:48

05
Abr 12

 

 

Cruz de Cristo                                           

Cruz do meu Senhor

Não és humilhação

Mas caminho de salvação.

Hino de amor,

Sinal de perdão,

És abraço de ternura,

Grito de compaixão.

Para o homem sofredor,

És força e coragem,

Grito de esperança,

Ponte para a outra margem.

És luz bruxuleante

Na noite tenebrosa,

E na manhã da Ressurreição,

Ó Cruz do meu Senhor!

És chama esplendorosa,

Símbolo do Amor.

publicado por aosabordapena às 22:57

27
Nov 11

 

 

 

 

É tempo de Advento,

De vigilância e reflexão.

O Natal está à porta,

Preparai o coração.

Jesus vai nascer

E os homens alegrar,

A ternura de Deus-Menino

A todos vai abraçar.

Natal.  Eterna magia.

A esperança fez-se realidade.

Deus veio morar entre nós.

Ele é caminho de felicidade,

É força para caminhar

De Natal em Natal,

Até que um dia,

O celebremos na eternidade.

 

publicado por aosabordapena às 18:09

 

 

 

Olá netos João e Maria. Vamos preparar o Natal?

Aí estão os versinhos para a noite de Natal deste ano.

 

É noite de Natal

A noite está fria.

Já nasceu Jesus,

Filho de Maria.

 

Já nasceu Jesus,

Há paz e harmonia.

Cantam anjos no Céu

Hinos de alegria.

 

Nesta noite de Natal,

Noite da família,

Desejamos a todos vós,

Paz, saúde e alegria.

 

 

publicado por aosabordapena às 17:58

17
Out 11

                                                    

 

Quando olho para ti

Nem sei do que sou capaz,

Apenas me regozijo

Por ter um neto rapaz.

És tu João, o meu João,

Minha alegria e esperança,

Um sonho, uma realidade

Uma dádiva divina.

És um cravo entre as rosas,

As rosas do meu jardim,

Rosto meigo, rosto terno,

Uma ternura sem fim.

 

publicado por aosabordapena às 18:18

12
Out 11

 

Maria, de tez morena,                                

Frágil e doce figura,

Trazes contigo encanto

E vontade de vencer.

Há coragem, determinação

E lonjuras no teu olhar,

Um sorriso contagiante,

Enigmas por decifrar.

Há sonhos, dúvidas,

Muitas certezas,

Uma vida, outra vida,

Sonhada ou não,

Mas merecida.

Já vai alta a noite, a noite
da vida,

Mas hoje há luar, gratidão

Pela neta que Deus me deu,

E retemperou o coração.

 

 

 

publicado por aosabordapena às 18:26

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar