Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

20
Abr 14

 

 

Ao cair da tarde, Jesus é sepultado.

Tudo acontece apressadamente.

A pedra rola. O túmulo é selado.

O silêncio reina. É o fim da linha.

A hora da escuridão.

Todos se retiram.

As duas Marias, incrédulas, paralisadas,

Em frente do sepulcro, ficam sentadas.

Que sentem? Que esperam?

Nem tempo houve para chorar

O Amigo, o Mestre, o Messias!

São horas de regressar.

Foi longa a noite de sábado.

A impaciência invade

O coração amargurado

Das duas Marias.

Ao romper do primeiro dia,

O dia de todos os dias,

O sepulcro, vão visitar.

O espanto é total.

O Anjo do Senhor anuncia

A ressurreição do Crucificado.

É grande o temor e a alegria sentida.

“Jesus saiu ao seu encontro”.

A missão é anunciar aos irmãos

Que a experiência com o Ressuscitado

Será na Galileia e para sempre,

Nas galileias da nossa vida.

(Mt 28,1-10)

 

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 16:19

Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar