Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

27
Fev 15

033ondasnuvens.JPG

 

 

O dia vai longo.

A mente está cansada

E o corpo extenuado reclama repouso

E algum cuidado.

Uma estranha sensação de dormência,

Alastra suavemente,

Invadindo pernas e braços.

Os olhos cansados,

Piscam compassadamente

E abandonam-se sem temor

A um sono apaziguador.

Mas o cérebro, imparável, avassalador,

Faz reviver o sonho mirabolante

Dum menino feito homem

Que queria ser aviador.

Na etérea penumbra

O avião sobe, sobe sem parar.

O tempo escasseia.

A escuridão é completa.

Onde vou aterrar?

E o menino, homem cansado,

Aterrorizado,

Acorda ofegante.

São horas de ir trabalhar

 

Poema publicado na Antologia "Entre o Sono e o Sonho" – Volume V da Chiado Editora

.

 

 

publicado por aosabordapena às 22:01

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar