Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

16
Mai 08

 

 

Morava numa das ruas centrais da cidade. O seu palácio era majestoso, resguardado dos olhares curiosos por uma alta sebe coberta por odoríferas gipsofilas. As palmeiras elevavam-se altaneiras em direcção ao céu azul.

O portão principal resguardava o seu proprietário «homem rico que se vestia de púrpura e linho fino» (Lc 16, 19) de qualquer veleidade por parte de intrusos, de pobres, de escravos fugidos e de outros sem eira nem beira que enxameavam as ruas da cidade procurando algo para comer.

Paro e o meu olhar vislumbra «um pobre, chamado Lázaro, (que) jazia ao seu portão, coberto de chagas». (Lc 16, 20). Em vez de enfermeiros «eram os cães que vinham lamber-lhe as chagas». (Lc 16, 21)

E no meu silêncio, escuto a música inebriante e as vozes alegres e estridentes dos convivas que se refastelavam com as iguarias que o homem rico lhes proporcionava.

E pressinto a angústia do pobre Lázaro. O seu desejo de «saciar-se com o que caía da mesa do rico» (Lc 16, 21) era evidente. Porém, mesmo isso era-lhe negado, pois tal era um privilégio dos cães do rico.

E no meu silêncio, ouço a voz de 960 milhões de pobres Lázaros contemporâneos, que segundo o último relatório das Nações Unidas, vivem com menos de 1 euro por dia. Homens e mulheres que vivem em condições sociais desumanas, sem comida, sem abrigo, vivendo uma vida abaixo de cão de rico.

E escuto os seus gritos de dor, esperando ansiosos na margem do caminho das nossas sociedades perdulárias a ajuda que tarda ou que já chegará fora de tempo.

E no silêncio … eu sinto que esta parábola de Jesus é um desafio à nossa consciência adormecida; um soco no nosso estômago bem nutrido; o indicar dum caminho certo e recto em direcção a Deus, ou seja, o amor e a ajuda fraternos, em prol, especialmente, daqueles que mais precisam.

P.S. “ Se hoje ouvires a voz do Senhor” e sentires o Seu apelo no sentido da partilha de bens, podes fazê-lo de várias formas: escolher e contribuir para a organização humanitária em quem mais confies; contribuir para a Conferência Vicentina Masculina de S. João Baptista ou para a Conferência Vicentina Feminina de Nossa Senhora de Fátima, ambas da Paróquia da Sé.

A opção é tua. A recompensa é do Senhor.

 

publicado por aosabordapena às 16:26

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar