Um singelo espaço de reflexão pessoal. Lugar de afectos, espiritualidade e outras coisas da vida.

26
Dez 14

 

Presepio.jpg

 

 

 

É dezembro,

Mês de espera e celebração

Do nascimento de Jesus.

Por isso, não há notícias

De corrupção,

Não se fala de enriquecimento,

De branqueamento,

De violência, de pobreza,

De famílias endividadas,

Desempregadas

 “à espera de Godot”.

Fala-se de amor, de saudade

De paz e esperança

De vidas com dignidade.

A chuva cai

E o vento assobia.

As famílias de Portugal

Não têm frio, nem fome.

Sentadas à mesa,

Emocionadas,

Transbordando amor,

Saboreiam despreocupadas

A ceia de Natal.

 

Acordo, sobressaltado.

Já é dia

E espreito pela janela.

A chuva cai

E o vento agreste assobia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 19:35

24
Dez 14

presepio_cab.jpg

 

 

 

Nesta noite de Natal,

Estou contente e feliz

E os avós emocionados,

Junto às mães enternecidas,

Olham com amor os netos

Que alegram as suas vidas.

 

 

Nesta noite de Natal,

Tempo de paz e esperança,

Lembro-me do Menino Jesus

Nascido em Belém

E dos meninos

Que não têm ninguém.

 

 

Ah como é bom o Natal.

Ter uma família,

Na mesa pão

E alegria no coração.

Viva o Natal em Bragança.

 

publicado por aosabordapena às 19:49

06
Dez 13

 

 

Foto da Net



Uma tira de papel

Um número de telefone.

Anexas, duas fotocópias

Do cartão de cidadão.

Sim, cidadão. Porque não?

Ângela e José

São os seus nomes.

Sessenta anos de idade,

Desempregados,

Sem rendimento social

De inserção.

Pedem polvo, bacalhau

Pão e algo mais

Para a ceia de Natal.

Estes, os ingredientes

Duma história de dor

Cruel, real,

Infelizmente banal,

Nos dias de hoje, meu irmão.

Lá fora, está frio.

As luzes brilham.

O nevoeiro envolve a cidade.

Ângela e José

São os seus nomes.

Como eles, infelizmente,

 Há milhares em Portugal.

 

P.S. O cartório paroquial de Bragança

Sito na Praça da Sé, está aberto todos os dias.

Obrigado.

 

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 19:36

25
Dez 12

 

 

 

É Natal

Tempo de magia

E de fantasia

De sonhos perdidos

Nas curvas da vida.

Mas é Natal.

A realidade é dura

Com fome e desemprego nos lares

Há rostos sombreados de amargura

Tristeza nos olhares

E muita desilusão.

Mas é Natal.

É tempo de precariedade

De vidas sofridas

Vidas suspensas

Interrompidas

E dificuldades imensas.

Mas é Natal,

Natal para sempre.

Apesar de tudo, é urgente

Fazer Natal. Dar a mão

A toda a gente

Com verdadeira alegria

E paz no coração.

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 21:55

07
Dez 12

 



Olá netos.Vamos preparar o Natal ?

 

 

João

 

Em Belém, á meia-noite,

Nasceu o Menino Jesus

Quando os anjos souberam

Cantaram com alegria

E chamaram os pastores

Para sua companhia.

 

Maria

 

Na sala com muita luz

Está o presépio iluminado

Onde está Jesus deitado.

E à volta da lareira

Está a família reunida

Em alegre cavaqueira.

 

Ambos

 

Quando formos grandes

Teremos sempre na lembrança

Os Natais celebrados

Na casa de Bragança

E sentiremos saudade

Destes tempos de criança.

publicado por aosabordapena às 16:53

02
Dez 12

 

 (do blog Lucere et Fovere)


Há tristeza no olhar

Das pessoas do meu País.

Rostos fechados

Sorrisos amargurados

Um cansaço sem fim.

É tempo de Advento.

Tempo de esperança

E conversão,

De alisar montanhas

Montanhas de solidão.

O Natal já lá vem

A magia e a ternura

Adoçam o coração.

 Retemperemos a vida

Junto ao presépio de Belém,

Cidade abençoada

Berço da Salvação.

Não tarda, será Natal.

Haverá mais luz, cor

Cânticos tradicionais

Animação na cidade

E desejos universais

De paz e fraternidade.

E um dia … haverá Natal

Natal verdadeiro

O encontro com o Menino Jesus

No reino eterno da Luz.

 

 

publicado por aosabordapena às 19:00

27
Nov 11

 

 

 

 

É tempo de Advento,

De vigilância e reflexão.

O Natal está à porta,

Preparai o coração.

Jesus vai nascer

E os homens alegrar,

A ternura de Deus-Menino

A todos vai abraçar.

Natal.  Eterna magia.

A esperança fez-se realidade.

Deus veio morar entre nós.

Ele é caminho de felicidade,

É força para caminhar

De Natal em Natal,

Até que um dia,

O celebremos na eternidade.

 

publicado por aosabordapena às 18:09

 

 

 

Olá netos João e Maria. Vamos preparar o Natal?

Aí estão os versinhos para a noite de Natal deste ano.

 

É noite de Natal

A noite está fria.

Já nasceu Jesus,

Filho de Maria.

 

Já nasceu Jesus,

Há paz e harmonia.

Cantam anjos no Céu

Hinos de alegria.

 

Nesta noite de Natal,

Noite da família,

Desejamos a todos vós,

Paz, saúde e alegria.

 

 

publicado por aosabordapena às 17:58

30
Nov 10

Foto da Canção Nova

 

 

 

Estamos no Advento, tempo de preparação para o Natal. É, pois, altura de os netos se prepararem para a festa de Natal, começando a decorar os versinhos para este ano.

 

 

                                                                     

João

 

Noite de Natal

     Noite de tanta luz

  De paz e alegria

     Pois nasceu Jesus.

 

Maria

 

Na Noite de Natal

   Vamos Jesus adorar

 A noite da família

     Vamos todos celebrar

 

Ambos

 

   Na Noite de Natal

Há amor pra dar

           Há mousse de chocolate

              Muitas coisas para brincar.

 

 

Natal 2010 - Adriana

 

Sempre que há Natal

Há comoção no olhar

Alegria no rosto

Vontade de perdoar.

Há calma, tranquilidade

Algo para dar

Coração na mão

Mão estendida à fraternidade.

Há recordações

Sonhos e esperanças

E risos de crianças.

Há adultos, idosos

Carregados de lembranças

Do pai, da mãe, da aldeia sem luz

Do Natal à lareira

Da luz da candeia

Do lume a crepitar,

Da laranja e do carrinho,

Do sino a repicar.

É a missa do galo.

Já nasceu Jesus.

Ouvem-se cânticos de alegria

Saudando Jesus e Maria.

No presépio, acende-se a luz

E, no adro, lentamente,

Arde o madeiro

Que ilumina a noite fria

E aquece o coração da gente

Que foi adorar Jesus.

 

 

 

 

 

publicado por aosabordapena às 20:30

29
Nov 10

 

 

O tempo está frio

O dia cinzento

A neve já se anuncia

No firmamento.

E, tempo assim, é sinal

De que Dezembro está a chegar.

As folhas caídas, outonais,

São varridas e arrastadas

Por agreste ventania.

Na praça, os operários

Montam as luzes de Natal.

Nas ruas, as pessoas

Andam pressurosas, atarefadas,

Vendo montras iluminadas.

Comparam preços,

Entram aqui e ali também

À procura do que melhor lhes convém.

O tempo continua frio.

A neve já caiu,

E no ar e no olhar,

Já se pressente

O espírito de Natal.

 

 

publicado por aosabordapena às 17:19

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
as minhas fotos
As minhas visitas
counter customizable Exibir My Stats
mais sobre mim
pesquisar